GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA ÀS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR

COMPARTILHE

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Tramita na Câmara de Vereadores de Sapiranga um projeto de lei que visa instituir o Programa “Mulher Viva” de apoio e estímulo à geração de empregos às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.
De autoria da vereadora Rita Della Giustina(PT), o Projeto tem como foco desenvolver e fortalecer ações voltadas à promoção da autonomia financeira das mulheres em situação de violência doméstica e familiar, promovendo medidas de qualificação profissional, de geração de emprego e renda, e de inserção destas no mercado de trabalho.
A justificativa para a criação do programa é o fato de que muitas vítimas de violência doméstica e familiar são financeiramente dependentes de seus agressores. Em 2018, segundo um levantamento do Datafolha, encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 16 milhões de mulheres acima de 16 anos sofreram algum tipo de violência, sendo 42% delas em casa. O número de agredidas fisicamente alcançou quase cinco milhões de mulheres naquele ano.
O projeto segue para análise das comissões.

Ass.ª de Comunicação

Ass.ª de Comunicação

Sobre a Vereadora

Pedagoga há mais de vinte anos, Professora Rita Della Giustina está em seu segundo mandato na Câmara de Sapiranga, tendo sido a vereadora mais votada em 2020, com 1.681 votos. Em 2018 foi candidata ao cargo de Deputada Federal e obteve 7.907 votos, sendo a segunda mulher mais votada do Partido dos Trabalhadores no RS.

Redes Sociais

Acesse Também

Filie-se PT

Material Para Download

Revista Elas Por Elas

Últimas Notícias